Meu novo mundo!
Eu continuo me perguntando porque me preocupo quando ninguém mais se importa.
Bukowski.  (via a-lucinadora)
Eu pediria você. Se papai noel existisse, se estrelas cadentes fossem de verdade e se moedas na fonte funcionassem, eu pediria você. Quando as velinhas do bolo do meu aniversário se apagaram e eu fechei os olhos, foi por você que eu pedi. Eu rezei pela sua felicidade, pelo seu caminho belo e pelas coisas boas que ainda darão certo na sua vida. Nesse natal, se um velho gordo e barbudo aparecesse em um trenó e perguntasse o que eu iria querer de presente, mesmo que eu pudesse escolher qualquer coisa melhor e mais valiosa no mundo, eu juro que o meu desejo seria que você saísse no meio das renas de braços abertos pra mim. Embaixo da minha árvore verde e pontiaguda de natal, eu queria que você estivesse embrulhado no papel de presente mais lindo da cidade. No meio dos piscas-piscas que enfeitam os postes da avenida, eu queria que fosse o seu sorriso que eles desenhassem no céu. E os fogos de artifício poderiam iluminar a noite com o seu rosto. Eu só queria que você tivesse consciência de que seria você. Se eu ganhasse o palito premido do picolé, eu recusaria o prêmio e pediria por você. Se eu acertasse os números da mega-sena da virada, eu trocaria o dinheiro e todas as coisas que ele pode comprar por você. Se o mundo realmente acabasse, a minha última súplica seria você. É você. E eu continuo pedindo, forte, que não deixe de ser nunca. Se uma bomba caísse exatamente agora em cima da minha cabeça e eu não conseguisse terminar esse texto, saiba que eu morreria pedindo por você. Só você, por favor, nem que seja um pouquinho. Eu preciso do ar que você respira pra poder suprir um pouco a distancia que te prende de mim. Eu preciso te olhar inúmeras vezes e ter a absoluta certeza de que em cada uma delas o meu desejo só faz aumentar. Se a terra fosse engolida pelo sol, eu descobriria outro planeta em outra galáxia só pra te fazer feliz. Quando eu acordei sozinha e tomei meu suco preferido sozinha hoje de manhã, foi pela sua companhia que eu pedi. Nas vezes em que eu provei uma nova roupa e não tinha ninguém pra aprová-la, foi pelas suas sugestões ignorantes que eu pedi. Nos dias em que não fez sol e o dia estava propicio pra um filme romântico à dois, foi pela sua preferencia por filmes de terror que eu pedi. Eu venho pedindo por você desde sempre, mas nenhuma alma caridosa me dá o privilégio de te ter. Então eu peço agora: vem. Vem e larga essa sua gravata cor-de-nada no meu sofá. Vem e deixa os seus sapatos no tapete central da minha casa. Vem e poupa os meus próximos mil anos amargurados sem você ao lado. Eu posso não ser a melhor pessoa dentre todas que habitam a Terra, mas com certeza sou a melhor que pode te fazer feliz. Porque, por mais que você negue e responda “não” para todas as minhas súplicas, eu ainda serei a única que pede por você.
Capitule  (via acrescentada)
Hoje vi um casal de cegos e fiquei surpreso com tamanha felicidade dos dois. E tomei uma grande curiosidade, então procurei saber mais sobre os dois. Fiquei assustado quando me disseram que eles são cegos de nascença e desde que se conheceram não se desgrudam mais. E quando dizem que o amor deles é impossível porque “o que os olhos não vê, o coração não sente”, eles respondem: “vocês que amam com os olhos não sabem o quão é bom amar com o coração.
Jadson Lemos. (via nadificar)
Hoje você disse uma coisa que achei bonita: “Você espera demais dos outros porque tem um coração puro, que de tão puro sofre”. É, eu sofro.
Clarissa Corrêa.    (via infragilizada)
O problema é que as pessoas dizem “eu te amo” mas esquecem daquele bilhetinho de “bom dia”, daquela mensagem de “boa noite, estou com saudade”, esquecem de perguntar se você está bem, assim sabe, só por perguntar mesmo. Esquecem do abraço sem pretexto, do presente fora de época, esquecem de dar atenção nos detalhes e isso, faz com que esse “eu te amo” perca o valor. Por que o amor não se alimenta de palavras, se alimenta de atitudes.
Pedro Bial.  (via inverbos)
Não puxo saco de ninguém, detesto que puxem meu saco também. Não faço amizades por conveniência, não sei rir se não estou achando graça, não atendo o telefone se não estou com vontade de conversar.
Caio Fernando Abreu.  (via ultimosonho)
Peça a Deus que abençoe os seus planos e eles darão certo.
Provérbios 16:3.  (via velhice)
Chorou muito? Foi a limpeza da alma. Ficou com raiva das pessoas? Foi para perdoá-las. Acreditou que tudo estava perdido? Era o início da tua melhora.
Carlos Drummond de Andrade.   (via romantizar)
Ela é sua, cara. Cuida.
Maré.  (via intimidadedegarota)
Parece que quanto mais a gente quer, mais demora pra acontecer.